Close
9 de junho de 2020

Tendências que você tem que conhecer

Compartilhe este post nas redes sociais!

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Que estar atualizado nas tendências é uma necessidade para o empresário, não há dúvidas. E quando vivemos em um mundo onde a mudança está presente a todo momento, e, de uma hora para outra, muitos cenários podem ser completamente alterados, é preciso se atualizar e ter a capacidade de se adaptar rapidamente.

Os novos hábitos causados pela quarentena vem mostrando seus contornos e inserindo-se no dia-a-dia das empresas. A pergunta é: você sabe quais são eles? Ainda, está preparado?

Novos Cenários

No momento, uma questão mostra-se fundamental: como será nossa vida em sociedade daqui pra frente, com novos hábitos, novas maneiras de exercer um trabalho, novos cuidados? Vamos falar neste artigo sobre tendências e fatos que ganharam destaque no cenário de pandemia. Confira!

1. Marketing de Conteúdo: Aproximação Empresa-Cliente em Cenário de Isolamento

O marketing de conteúdo é uma realidade que já fazia parte da estratégia de muitas empresas e agora ganhou maior destaque. Ele apresenta bons resultados na aproximação das marcas com o consumidor e tem se mostrado extremamente necessário para que as empresas estejam próximas do seu público em um cenário de parcial isolamento.

A crise aponta para maior dependência dos usuários pela tecnologia, demandando novas soluções e meios de conectar-se com assuntos do seu interesse. Neste sentido, o marketing de conteúdo é uma boa estratégia para alcançar as pessoas e trazer conteúdos relevantes que as auxiliem neste momento atípico.

Por trabalhar com conteúdos relevantes ao público, a principal qualidade do marketing de conteúdo é sua capacidade de atrair clientes em potencial e fazer com que novas pessoas conheçam a marca.

2. Pesquisa por voz: Você pergunta, o Aparelho Responde

Quando falamos em tendências influenciadas pelo usuário, identificamos as plataformas trabalhando para se adequarem a estes hábitos. Uma destas tendências é o chamado voice search.

Mas o que é o voice search?

É a pesquisa por voz, tendência muito explorada pelo mercado da tecnologia que busca facilitar o dia-a-dia do usuário, a qual substitui a digitação pela fala. Pode parecer que a população ainda não utiliza esse tipo de recurso com tanta frequência; no entanto, fato é que os hábitos modificam-se aos poucos sem que percebamos.

Bixby da Samsung, Alexa da Amazon e Siri nos aparelhos Apple são alguns exemplos dos serviços de inteligência artificial desenvolvidos pelas empresas de tecnologia, desenhados para interagir da maneira mais natural possível com seu interlocutor.

Essas “conversas” incluem perguntas e afirmações do interlocutor, as quais são respondidas pelo aparelho com conteúdos buscados na web. Estes conteúdos vão se aperfeiçoando e ficando mais personalizados à medida que o aparelho vai interagindo com o usuário. Eles aprendem nossos gostos, interesses e o que gostamos de ouvir, e passam a trazer estas respostas direcionadas para nós. Dá até vontade de chamar a Alexa de amor, mas vamos deixar apenas na relação profissional mesmo.

3. Um novo olhar sobre o Home Office

O home office – ou teletrabalho – não constituía, até então, o modelo de trabalho da maioria dos trabalhadores, embora seja muito utilizado por profissionais liberais e empresas de tecnologia, por exemplo. Com a quarentena, a necessidade de boa parte dos profissionais em permanecer em casa e, ainda assim, manter o fluxo de trabalho, nos convenceu sobre a importância de repensarmos a organização da empresa e seu ambiente de trabalho, trazendo destaque para o home office. 

Há boas razões para a adoção permanente do home office que, certamente, devem ser consideradas. Além dos quesitos de segurança, uma rotina bem estruturada em home office permite ter mais tempo de qualidade com os familiares, manter uma alimentação caseira e mais saudável, e a inclusão de práticas que favorecem o bem-estar, como meditação e alongamento. A prática também tem seus contras, especialmente se a empresa não possui um sistema de gestão eficaz e se a rotina de trabalho não consegue ser mantida. De qualquer forma, independente da escolha da empresa, é uma realidade para a qual não se pode mais fechar os olhos.

4. Uso de Dados dos Usuários

Algo que vem sendo debatido há algum tempo e que surgiu no centro das atenções é a utilização massificada de dados da população por grandes corporações privadas e também pelo Estado. 

A compilação de informações sobre nossos dados de localização, por exemplo, já é feita pelo Google e outras empresas há algum tempo. Agora, novas tecnologias para reconhecimento facial de cidadãos já são realidade em algumas cidades brasileiras.

O limite da utilização de dados pessoais e da inteligência artificial cada vez mais refinada no âmbito social, só o tempo dirá. 

5. Criptomoedas

O boom das criptomoedas já passou, mas ainda hoje mantém boa popularidade como alternativa ao mercado financeiro tradicional. 

A crise que passamos nos impôs a reflexão sobre a nossa relação com instituições financeiras e suas agências físicas. São situações que mostram algumas vantagens da moeda digital em relação aos seus correlatos tradicionais

Muitos afirmam que este é o futuro do dinheiro: um ambiente totalmente digital. Você concorda? Ao que tudo indica, caminhamos para isso.

Resumindo

Fique de olho nas tendências que acompanham a tecnologia e as maneiras de aproveitar um cenário modificado a todo momento por usuários interconectados. 

Estar antenado com as tendências e dar os passos certos neste sentido significa sobrevivência para a empresa e mais visibilidade para a marca.

**

Gostou? Deixe seus comentários!

Você também pode gostar de:

×