Close
27 de março de 2020

Abrindo a empresa em 4 passos – A Base do Negócio

Compartilhe este post nas redes sociais!

Facebook
Twitter
LinkedIn

Finalmente, abrindo a empresa… esse é um sonho de muitas pessoas com espírito empreendedor. Por isso, trazemos aqui a base para abrir empresa, e transformar seu sonho em realidade.

No artigo anterior que postamos aqui no LinkedIn, listamos os 4 primeiros passos para abrir uma empresa. Agora, depois de seguir esses primeiros passos, é importante destacar que existem 4 novos passos que constituem a base para fundar um negócio. Dessa forma, é possível estabelecer uma estrutura sólida e promissora para o empreendimento.

Vamos a eles:

1. Defina sua Cultura Organizacional – missão, visão e valores

A Cultura de sua empresa, por sua vez, direciona todos os colaboradores para uma mesma visão e os conduz pelo mesmo caminho. Além disso, essa identidade da empresa impacta de forma significativa na maneira como ela se posiciona no mercado, nos processos internos e em sua comunicação. Portanto, a cultura organizacional desempenha um papel fundamental na construção da identidade e sucesso da empresa.

Pode não parecer, mas isso vale, especialmente, para quem ainda vai abrir uma empresa, seja qual for o tamanho. Por isso, defina sua cultura, respondendo às seguintes questões:

– Missão: qual a razão de ser da empresa, para que ela existe?
– Visão: onde ela quer chegar, qual é o seu ideal?
– Valores: quais valores melhor representam a empresa e são mais relevantes para a missão e a visão?

A partir das respostas, o farol que guiará seu barco será ligado.

2. Escolha e desenvolva a sua equipe

Com a empresa legalizada e Cultura definida, você precisa tratar dos recursos que irão movimentá-la, ou seja, seus colaboradores!

A equipe é um dos mais importantes recursos da empresa – se não o mais importante. A partir dela, a organização entra em funcionamento; por isso, é muito importante trazer pessoas com vontade de trabalhar e que se comprometam com a cultura da empresa e suas metas.

Antes de buscar as pessoas, defina com clareza quais funções são necessárias. A partir disso, busque os profissionais adequados para cada função.

Para encontrar as pessoas certas, você pode pedir indicações de familiares e conhecidos, ou fazer pesquisa de profissionais na internet, por exemplo. Felizmente, a rede traz muitas possibilidades de pesquisa. A rede social LinkedIn é uma boa opção para buscar profissionais.

No LinkedIn, é possível visualizar a experiência profissional e habilidades da pessoa, bem como entrar em contato com ela diretamente. Ainda, caso queira e possa investir, pode-se solicitar currículos para empresas de Recursos Humanos. Importante descrever com minúcia todas as habilidades esperadas do profissional, para que eles possam acertar na escolha.

Com a equipe formada, preocupe-se em criar um ambiente de trabalho favorável e manter o clima de bem-estar, permeado pela Cultura da empresa. Lembre-se que um ambiente de trabalho favorável não é sinônimo de super equipamentos e demais bens materiais (embora eles sejam importantes). Ele é construído com base nos valores e respeito mútuo entre as pessoas.

3. Abrindo a empresa e conhecendo seu cliente

O passo que possibilita à empresa conhecer e acertar na comunicação com o cliente é a criação de sua persona, ou seja, a criação de uma pessoa fictícia, com base em dados reais de um público-alvo.

A persona contém as principais características do cliente foco. Através destas informações, podemos concluir qual a melhor abordagem para atingi-lo.

Conhecer o comportamento e preferências das personas é super vantajoso. O exercício de escutar e entender o cliente pode indicar a relevância de seu produto, ou pode ser um fator de adaptação deste produto. Não há problema em adequá-lo. Sobrevive quem se adapta às mudanças.

Com a persona bem definida, podemos passar para o próximo passo: a construção da sua marca!

4. Abrindo a empresa, construindo e registrando sua Marca

A marca é o rosto da sua empresa perante o cliente e todos os demais públicos. Considerando sua importância, é essencial que este ‘rosto’ defina bem a sua organização e seja apenas seu, através do registro da marca, finalizando a base para abrir empresa.

O registro da marca pode ser feito por empresa terceirizada ou por conta própria, no site do INPI – Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Para fazer o registro, deve haver uma pesquisa de anterioridade, que verifica se já existe nome idêntico ou similar ao seu, na classe do seu produto ou serviço.

A partir do Registro, pode se concentrar na divulgação e no sucesso da sua marca.

**

Então, mãos à obra!

Você também pode gostar de:

Categorias
Envie uma mensagem!